I'M AN ORIGINAL CATCHPHRASE

PI EXPERIMENTAL

Contexto
Histórico
Nov.2020
Contexto
Histórico
Nov.2020

Antes de iniciarmos a nossa jornada, é importante que saiba qual o contexto histórico da realização do PI Experimental, na cidade de Fortaleza.

Além do cenário pandêmico, a cidade foi recentemente chancelada pela UNESCO como uma das cidades cidades criativas do design. 

O bairro Praia de Iracema, que historicamente tem atravessado transformações de usos e identidades, atualmente é promovido como distrito criativo da capital cearense. Berço da boemia, cartão-postal da cidade, ponto de encontro intelectual e cultural, a Praia de Iracema foi escolhida como oportuna para experimentação e espalhamento de boas práticas no contexto urbano através do PI Experimental. 

Fazendo parte de um dos 20 projetos selecionados pelo edital CRIA PI, do Instituto Iracema, o PI EXPERIMENTAL é um Laboratório que visa compreender a Praia de Iracema enquanto um espaço-tempo de encontros, memórias, afetos, trocas de experiências e, sobretudo, de muitas vidas.

O projeto foi idealizado para ser construído em 25 encontros presenciais, mas por conta da pandemia do Covid-19, nossos encontros investigativos acabaram por ser híbridos, ora por chamadas de vídeo, ora pessoalmente.

Nos encontros presenciais, fomos guiadas por mapas cartográficos e convidadas à aventura por nossos cinco sentidos. Andamos pelas ruas do bairro, conversamos com pessoas que fazem da Praia de Iracema o que ela é, aprofundamo-nos nas relações simbólicas que esse espaço constrói no imaginário fortalezense. Apaixonamo-nos pela ideia do experimento enquanto ponto de partida, do lugar-comum “PI” enquanto ponto de encontro e fizemos da vontade de ouvir e se comunicar, nosso ponto de chegada. 

No fim das contas, também podemos dizer que o PI EXPERIMENTAL é a história do encontro e da construção de um vínculo-pesquisa de várias mulheres curiosas e inquietas, que mergulham juntas no mar de vida, memórias e possibilidades que é o de Iracema.

PI EXPERIMENTAL   =

PESQUISADORAS

Site_ari.png

Ariane Mendes

 

#designdeinformação
#participaçãoprodutiva
#culturaorganizacional

Gestora e proponente do laboratório, é engenheira de produção por formação e foi a responsável pela organização das etapas da pesquisa. Acredita no fazer coletivo e em um tipo de produção menos condicionada pela pressa e urgência de alta escalabilidade, desenhando processos e pesquisando desenvolvimentos sistêmicos voltados à educação, cidadania e movimentos socioambientais.

contato: deamariane@gmail.com

Site_gabi.png
Site_nati.png

Gabriela Queiroz

#arte
#empatia
#história

É uma publicitária que trabalha com pinturas de muros, telas e o que mais tiver pela frente. Ávida pelas diferentes expressões artísticas, tem o olhar voltado para psicologia da arte, transformando esse saber em ferramenta para impactar a vida das pessoas.

contato: @gabiqrz

Natália Medeiros

#arquiteturaeurbanismo
#participaçãosocial
#oficinasparticipativas

 

É arquiteta e urbanista, que pensa a cidade pautada pela participação social. Propondo oficinas que exercitem as nossas relações de memória e afeto com o espaço que vivemos, através do rastreamento de direitos à cidade e do compartilhamento de saberes locais.

contato: natimmmedeiros@gmail.com

Site_mara.png
Site_laura.png
Site_virgínia.png

Mara Silveira

#metodologiasageis
#gestaodeprojetos
#comunicação
#designdeexperiencia

É administradora por formação, e designer por paixão. Desenvolve projetos e eventos nas áreas de design, criatividade, placebrand e cultura. Atualmente é coordenadora de comunicação  no Instituto Iracema e volta e meia está com a galera massa do VÓS, Festival Concreto, e Dia Mundial da Criatividade.

contato: mara.silveiradelima@gmail.com

Laura Cavalcanti

#história
#memória
#experiência

É uma historiadora que pensa a cidade a partir de seus patrimônios materiais e imateriais. Não enxerga a História pela ótica dos grandes acontecimentos e dos personagens-heróis. Tem interesse pela história miúda, pelas experiências e memórias que os encontros da vida podem nos proporcionar. Os agentes do seu fazer histórico aparecem nas esquinas do cotidiano.

contato: lauracvlcnt@gmail.com

Virgínia Sousa

 

#mulheres
#ruas
#fotosexperimentais
#empreendedorismosocial
#produção 

É uma gestora em Recursos Humanos que trabalha com artes visuais e educação. Inclina-se a enxergar a cidade a partir dos espaços que as mulheres ocupam, seja em conselhos de bairros, lideranças comunitárias ou até mesmo pelo empreendedorismo social que desempenham.

contato: virginias080@gmail.com

JORNADA

Percursos do laboratório que se propôs a compreender a Praia de Iracema enquanto um

espaço-tempo de encontros, memórias, afetos, trocas de experiências e, sobretudo, de muitas vidas.

PRÉ-PRODUÇÃO: A fim de facilitar a conexão entre partes interessadas e provocar a experiência intra-institucional, foi requerida a participação de um integrante do time do Instituto Cultural Iracema. Composta de dois encontros virtuais, a etapa de "Pré-produção" serviu para iniciar as atividades e integrar a pesquisadora Mara Silveira no desenvolvimento do PI EXPERIMENTAL.

ABERTURA DO PROJETO: Apresentação do projeto em 2 dois encontros (um presencial e outro virtual), introduzindo ideias e práticas ligadas aos laboratórios cidadãos. Nessa fase houve a divulgação de duas chamadas: BICO PARA PESQUISADORES, que serviu à seleção da equipe investigadora para desenvolvimento do projeto; e #FAÇACOMOSOUTROS, convocatória para atrair pessoas interessadas em colaborar sem exigir carga de trabalho pré-determinada.

MENTORIA: Sessões para explanação de temáticas ligadas ao desenvolvimento do PI EXPERIMENTAL, fortalecendo a condição ensino-aprendizagem do grupo. Aconteceram em formato virtual e híbrido e foram divididas em três encontros, sendo o último reservado para "mentoria reversa" (quando as pesquisadoras-bolsistas construíram e apresentaram suas contribuições para o projeto).

VISITA TÉCNICA-SENSITIVA: Caminhadas pelas ruas e histórias do bairro, sempre presenciais e atentas às recomendações de distanciamento social da Covid-19. Foram realizados três diferentes percursos: o trajeto do projeto ROLÊ NA PI (também incentivado pelo edital CRIA PI e guiado pelo Serginho); as fronteiras geográficas e limites censitários; e o "miolo" do bairro, com suas ruelas e becos.

OBSERVAÇÕES: Encontros para coleta de depoimentos, escuta ativa e elaboração de discursos coletivos a partir do que foi vivenciado e estudado nas fases anteriores. Os momentos (dois virtuais e um presencial no Farol da Juventude - Praia dos Crush) utilizaram ferramentas visuais para montagem, aproximação, seleção e hierarquização de informações.

APRENDIZADOS: Duas reuniões virtuais de lições aprendidas, onde a equipe investigadora foi instigada a repensar suas práticas e condutas de pesquisa a fim de aprimorar o processo de construção do PI EXPERIMENTAL. A primeira reunião ocorreu ao final de 2020, dando margem a mudanças e reflexões para o retorno das atividades após o recesso de encerramento de ano. Foi sugerido às pesquisadoras que respondessem perguntas como "O que descobri?", "Ao que retornei?" e "Onde quero chegar?" a fim de se meditar, criticar e divagar em torno dos percursos de investigação.

PROTOTIPAGEM: Dois encontros práticos para discutir a produção do <objeto_comunicador> a ser entregue ao final do projeto. Utilizando ferramentas de desenho e gestão, foram realizadas atividades virtuais e presenciais para agrupamento de ideias, detalhamento de propostas de produtos, debate de estratégias e co-criação de planejamentos, cronogramas e outras estéticas de caráter projetual.

PRODUÇÃO: Cinco encontros, em sua maioria virtuais, para acompanhamento da produção dos objetos de comunicação final do PI EXPERIMENTAL. Nas ocasiões presenciais, a equipe se reuniu para entrevistar vozes femininas e colar lambes-lambes do projeto na Praia de Iracema. Também são produtos dessa etapa: um perfil @pi.experimental na plataforma Instagram; uma página na internet (www.institutoiracema.com.br/piexperimental) para comunicação e conexão do projeto a arquivos estruturados acessíveis em nuvem; dois produtos audiovisuais de autoria da equipe e a curadoria de vídeos acerca do bairro na plataforma Youtube.

FECHAMENTO: A etapa de "fechamento" contempla três encontros importantes de pós-produção: a exibição do trabalho realizado; a documentação e relatoria dos processos experienciados; e a celebração do resultado. É o momento para registrar informações importantes acerca da jornada, conferir o grau de satisfação dos sujeitos envolvidos nela e alegrar-se do trabalho concluído. Também pode ser espaço para traçar passos posteriores e estudos futuros com a equipe investigadora.

EXPERIÊNCIA FEMININA

Mergulhe nas histórias, memórias, percepções e olhares de mulheres que fizeram parte da jornada

no PI Experimental e da Praia de Iracema.

OUÇA:

00:00 / 01:20

ASSISTA:

CONTEMPLE: